O meu outro Blog - de Culinária
"A Cozinha da Grilinha"


13
Jan 04
O cabeleireiro, é em muitas das vezes, a segunda casa das senhoras. Há a oportunidade de as mulheres poderem ser elas mesmas, ainda que com rolos e tintas no cabelo.  Esta cumplicidade faz com que, em muitos casos, as pessoas se esqueçam da educação que têm, noutros locais públicos.

 

O tema forte são as coscuvilhices, ainda que não fique bem, falar-se nem da sua vida particular, nem da dos outros. Até porque, pode estar presente, alguém que conte a sessão de coscuvilhices  ali passada.

O barulho ensurdecedor do secador faz falar em voz alta, mas este elevar do timbre é bastante indelicado e imprudente. Deve ainda ter em atenção que, não é educado nem correcto, falar do motivo porque se deslocou ao cabeleireiro. Imagine que, é porque vai a um jantar de gala ou a uma festa. As pessoas podem achá-la prepotente e snob, por mencionar o sítio onde vai, ainda por cima se for para ir a um sítio fino, e que exija traje a rigor.

Em locais públicos, num restaurante ou no cabeleireiro, numa fila de espera, ou onde quer que seja, saiba ser devidamente correcto e educado com os outros e, com a sua própria imagem exterior. A linguagem e o comportamento são essenciais, para que retenham de si uma boa imagem.

grilinha às 23:50
* * * Grilinha * * * em 14/07/2007 às 12:49

Mas porque é que eu não consigo ouvir a música?? :/ *alva
</a>
(mailto:...@sapo.pt)
Anónimo a 15 de Janeiro de 2004 às 16:36

Adoro a música !!! excelente escolha ;-)) ... eu não tenho paciência nenhuma para coscuvilhices ...Arrrrg :-((( .. que falta de pachorra ;-p Beijokas :-)***Lótus
(http://lotus.blogs.sapo.pt)
(mailto:lotus__@msn.com)
Anónimo a 15 de Janeiro de 2004 às 15:17

Coscuvilhices! Que giro! Mas é verdade. E até penso que não há diferença entre os homens, relativamente às mulheres. Venha o diabo e escolha. Eu sou conhecedor de coscuvilhices nos dois campos e na verdade, até na guerra há homens que são (eram quando eu assisti a isso) autênticas "marias", desculpem as marias, mas é apenas uma força de expressão. Cheguei a evitar que um sargento e um oficial fossem presos por coscuvilhices de guerra e mais tarde arrependi-me, pois era lá dentro que eles deviam passar uns tempos, porque quem coscuvilha, normalmente não sabe fazer mais nada! tive uma tia, ou melhor, duas que foram cabeleireiras (uma por pouco tempo)e sei bem o que isso é!
Mas não só nesse ramo! Eu normalmente nunca apanho nada e limito-me a dizer por continuação de coscuvilhices, quando ouço, "tu ouviste!", digo logo: "não ouvi nada" e não! Entra-me por um ouvido e sai-me pelo outro! Continua grilinha!Ventor
</a>
(mailto:ventor@sapo.pt)
Anónimo a 15 de Janeiro de 2004 às 11:22

viva...

bom blog, interessante, assumidamente blogista e merecidamente no top 25! parabéns, "keep up the good work"...ls
(http://glande.blogs.sapo.pt)
(mailto:glande@sapo.pt)
Anónimo a 15 de Janeiro de 2004 às 02:28

--> Grilinha: amiga, ás vezes nem sequer se faz de propósito para ouvir as conversas, o melherio encarrega-se de "cochichar" em estereofónico! Mas não fiquem os homens as pensar que estão impunes, conheço muitos que são o Deus-nos-acuda da coscuvilhice, conseguem ser piores que certas mulheres. Muitas vezes não queremos, mas somos forçadas a ouvir, podes crer! E na padaria? A coscuvilhice que era na padaria lá perto da minha casa? Nem te passa pla tola...! Jinho!Madre
</a>
(mailto:nanda_costa@iol.pt)
Anónimo a 14 de Janeiro de 2004 às 16:21

--> Prá geral: Com que então coscuvilhamos, não é? Ou melhor dizendo, falamos de coscuvilhice...há muito tempo que não vou cabeleireiro, cada vez que lá vou é para cortar o cabelo para não voltar lá tão cedo. Mas ainda recordo as minhas idas ao cabeleireiro da minha terrinha natal - que não fica longe de Lisboa, sou do distrito. Era o da Sra. Fernanda (mais uma!), a filha dela andou na escola comigo, era a Mariazinha, uma colega que nunca esquecerei. O salão da D. Fernanda era muito pequenino, não passava da sala da casa da senhora, e ainda tinha até daquelas maquinetas onde os bigodis eram aquecidos a electricidade - ao tempo que isto foi! Era, claro, o "parlamento" do mulherio, eu estudava nessa altura no Liceu, e nunca fui dada a mexericos, mas adorava lá ir porque o espectáculo era imperdível, e não resisto em contar um desses episódios: uma vez, estava eu já sentada ao tocador a desfazer a minha mise "à brasileira" (constava em secar o cabelo enrolado de certa maneira para alisar completamente, eu tinha o cabelo muito comprido nessa altura), e estavam duas senhoras nos dois secadores. Aqueles faziam um barulho ensurdecedor e elas com os bigodis e algodão enfiados nos ouvidos não ouviam nada (o algodão era para a rede não magoar as orelhas). Vai daí, ás duas por três cansaram-se de falar por gestos pk não se entendiam, e uma desata a gritar: Ó ... (nome) MAS ISSO NÃO É PARA SE DIZER, É SEGREDO! Responde a outra levantando a "viseira" do secador: ESTÁ BEM! MAS QUE A fulana-de-tal ANDA A POR OS CORNOS AO MARIDO, LÁ ISSO ANDA! Responde a outra, levantando tb a viseira: MAS AINDA É COM O fulano-de-tal? E a outra: NÃO, ESSE FOI NA SEMANA PASSADA! MAS NÃO DIGAS QUE FUI EU QUE TE DISSE! Como eu adorava estes segredos...!! A D. Fernanda atalhou: vocês as duas são mesmo cuscas! As outras em coro "Nós??? Nós?? Oh D. Fernanda, francamente!" Pois é as cuscas são como as bruxas..."pero qué las hay, las hay"!Madre
</a>
(mailto:madre_nanda@yahoo.com.br)
Anónimo a 14 de Janeiro de 2004 às 16:16

concordo com o artigo Grilinha, as pessoas perdem a postura em determinados locais!! Beijinhos.Dalia
(http://www.jardimdesonhos.blogs.sapo.pt)
(mailto:doce_dalia@sapo.pt)
Anónimo a 14 de Janeiro de 2004 às 13:43

Continua assim "grilinha", pois está com interesse este teu blog.
Vai dando ao dedinho e pondo aí coisas bonitas para todos nós vermos.
P´ra frente e boa sorte.foxsiera
(http://www.paraquesdistablog.blogs.sapo.pt)
(mailto:faria.da.silva@sapo.pt)
Anónimo a 14 de Janeiro de 2004 às 12:03

Este artigo está o máximo grilinha, para além muita imaginação o que dizes nele é uma realidade. BeijinhosSafadinhaemuito
</a>
(mailto:Safadinhaemuito@sapo.pt)
Anónimo a 14 de Janeiro de 2004 às 11:31

Uma óptima aula cibernética d etiqueta... ;o)Guarda de Anjos
(http://tmar.no.sapo.pt)
(mailto:t.mar@netcabo.pt)
Anónimo a 14 de Janeiro de 2004 às 09:34


Fernanda Grilo
(Grilinha)
16/12/1957
Lisboa-Portugal
As Visitas
desde Nov/2003

Janeiro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16
17

20
22
23
24

26
27
28
29
30
31


comentários recentes
Boa tarde! Posso solicitar o contacto este médico?...
Pois, teve sorte, eu perdi meio dia de trabalho e ...
tenho contacto varias associações e nem sequer dão...
Estava a tentar ensinar a "lengalenga" à filhota, ...
Também existe a almofada cervical térmica para o a...
que cada um dos teus desejos se cumpra. Deu-me sau...
ObrigadaO comentário anterior seguiu com o meu end...
Obrigada "Cantinho da casa"Feliz Ano Novo
Oh! Cheguei tarde.Mas não deixo de lhe desejar mui...
Feliz Ano 2018, Grilinha.Quando espreito este blog...
Posts mais comentados
180 comentários
116 comentários
91 comentários
84 comentários
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar