Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

* * * Grilinha * * *

Aqui escrevo de tudo um pouco, principalmente, de tudo o que me vai na alma.

* * * Grilinha * * *

Aqui escrevo de tudo um pouco, principalmente, de tudo o que me vai na alma.

O meu outro Blog - de Culinária
"A Cozinha da Grilinha"


.: Saudade :.

Numa outra vida qualquer, devo ter feito algo de muito grave, para sentir tanta Saudade...

 

Entalar um dedo na porta dói. Bater com o queixo no chão dói. Torcer o tornozelo dói.

Um estalo, um soco, um pontapé , doem. Dói bater com a cabeça na quina da mesa. 

Dói morder a língua, dói cólica e pedra nos rins.

Mas o que mais dói é a Saudade.

 

Saudade de alguém que mora longe,

Saudade de uma praia de infância,

Saudade do pai/mãe que morreu,

Saudade de um lugar (acolá lá, lá ali, acolá além...)

Saudade de nós mesmos, que o tempo não perdoa.

Doem estas saudades todas.

 

Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama.

Saudade da pele, do cheiro, dos beijos. Saudade da presença.

Saudade é basicamente não saber.

 

Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos,

Não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento,

Não saber como parar as lágrimas diante de uma música,

Não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.

É não saber se ela/ele está feliz, e ao mesmo tempo perguntar a todos os amigos por isso...

Saudade é nunca mais saber de quem se ama, e ainda assim doer.

 

Saudade é o que eu senti enquanto escrevia,

E o que você provavelmente sentirá depois que acabar de ler.

 

Saudade .......... Saudade ........... Saudade .......

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.