Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

* * * Grilinha * * *

Aqui escrevo de tudo um pouco, principalmente, de tudo o que me vai na alma.

* * * Grilinha * * *

Aqui escrevo de tudo um pouco, principalmente, de tudo o que me vai na alma.

O meu outro Blog - de Culinária
"A Cozinha da Grilinha"


O. R. J. I.

O R J I - Objecto Ruidoso Já Identificado

 

Há cerca de 2 semanas que a máquina de lavar roupa anunciava a presença de objecto estranho a rastejar no interior do tambor.

 

O suposto objecto ou avaria nem sempre dava sinais de existência.

 

Ontem o ruído tornou-se ensurdecedor a cada rolar do tambor.

 

O estranho objecto já está identificado e para o retirar o técnico teve que desmontar 50% da máquina e levou a módica quantia de 42,35€

 

O dono do objecto vai pagar a factura ....... vai mesmo

 

ORJI - cartão multibanco/estudante

 

cartão

 

 

.: As saladas e os grelhados :.

Este fim de semana prolongado deu para dar um pequeno passeio (ainda mal recomposta da semana atribulada - ler posts anteriores).

No Sábado fomos ás compras e dar uma volta pela baixa de Lisboa.

Na Praça da Figueira tivemos que nos afastar de um bando de pombos (parecia uma manifestação "pombalina")


 


 

O almoço foi no Chiado (para refrescar) depois de andar ás compras na FNAC e no pronto a vestir/calçar para o rapaz.



Hoje (Domingo) fizemos uma refeição tipica de Verão

Espetadas grelhadas com salada e morangos .... ops!!  .... comeram os morangos antes da foto!!


 

 

 

 

.: Estarei algures por aqui !? :.

 

Tinha 16 anos nesse dia (25 de Abril de 1974).


 Andei pelas ruas desta cidade a festejar algo que não imaginava ser tão importante e valioso pois só com o passar do tempo me apercebi da glória conquistada.

 

Com alguma atenção ainda me encontro no meio desta multidão eufórica e feliz .


Que o 25 de Abril de 1974 seja sempre uma vitória viva.

.: Há dias de manhã ... :.

Há dias de manhã... que não se deve sair á tarde.
 
Hoje foi um desses dias.
 
Levantei-me cedo e deixei o rapaz no emprego. Paragem seguinte no Campo Mártires da Pátria.
 
Como era cedo deu para atravessar aquele magnifico jardim e apreciar os patos, patinhos, galos, galinhas e galarós que por ali habitam.
 
Confirmada a marcação da consulta no Hosp Capuchos fui até ao bar para tomar o pequeno almoço. (10:20)
A Dr.ª X estava lá sentada na esplanada com alguns colegas e lá ficou.
Ás 12:00 começou a consulta dos doentes marcados para as 09:00
Ás 12:45 fui atendida e ao fim de 5 minutos estava cá fora. Mandou-me pedir exames á médica de gastro que ela é que é especialista.
(Nem vou comentar os pensamentos que me fervilharam enquanto regressava ao estacionamento)
 
Ás 13:15 estava no banco em Chelas para comprar dólares:
- Na fila.... esperar .... esperar .......
Caixa: Não tenho dólares. Se requisitar hoje só chegam dia 5
Eu: A pessoa viaja dia 4
Caixa: O melhor é ir á Sede na Rua do Ouro
 
Lá fui eu a destilar porque o Fiat tem o ar condicionado ao que entra pelas janelas e ventiladores (o dia de hoje foi quentinho 30 graus ás 14 horas na Rua Augusta).
Parque de estacionamento da Praça da Figueira e descer até á Praça do Comércio.
 
Sede da CGD: Senha com 25 números á frente .... esperar .... esperar ....
Caixa: Notas de 1 e 5 dólares não temos só na próxima semana e não garanto. O meu colega deveria ter ligado antes de mandar a Sr.ª de tão longe. Tente as casas de câmbios porque os bancos estão a fechar.
 
Subir pela Rua Augusta repleta de turistas e policias em quase todas as esquinas.
Foi pena não levar a máquina fotográfica pois tinha feito uma bela reportagem dos tocadores com aparelhagens de som magníficas.
 
Na casa de câmbios do Rossio não tinham notas tão pequenas.
Finalmente a pequena casa de câmbios na Praça da Figueira junto ao estacionamento tinha o que eu queria.
 
Para me vingar entrei na Suiça (pastelaria) e deliciei-me com um belo sumo de laranja natural e um duchaise cheio de chantily.
De regresso a casa ainda deu para passar no LIDL
 
Á saída do supermercado dirige-se um Sr. a mim e pergunta:
- A Srª vai para o bairro da Flamenga?
Respondi: Não, não vou.
(Vinha sim, mas nos dias de hoje não se pode dar boleias assim sem mais nem menos).
Tive pena do Sr. mas esta zona é demasiado problemática e nunca se sabe o que nos espera.
 
Um dia destes o Sr. passa por mim na rua e ainda me vai chamar. Mentirosa!!!!
 
Vou descansar antes que os homens da casa (Pai e filho) cheguem para jantar.
 

Há dias de manhã... que não se deve sair á tarde.

.: Hiatus (cont) :.

O blog esteve alguns dias ás escuras (ver foto á direita).

 

A conta da luz já foi paga e alguns net_amigos enviaram-me umas velinhas de luz permanente para não voltar a ficar ás escuras.

 

Entretanto ,houve umas aproveitadoras (as do costume esta e esta) que me limparam as prateleiras e estoiraram com o stock da cave.

A prova disso está aqui

 

Já mandei instalar um painel solar que sempre dá para abater no IRS e um sistema de alarme repelente de net_aproveitadoras.

 

.: Hiatus :.

PS: depois de vários telefonemas, sms e emails aqui fica a explicação do motivo pelo qual o blog está ás escuras.

-  Não foi paga a conta da luz, não temos fósforos e os esqueiros estão todos vazios  ... ahhhh a net é (roubada) a algum vizinho!!

.: Depois do Adeus .... (RTP1) :.

"Depois do adeus" é um programa da RTP1 apresentado pela Maria Elisa que teve início em Fevereiro.

 

Sempre gostei dos programas que apresenta e acho-a uma excelente profissional.

 

O tema de hoje era:

"Depois do adeus á vida activa o que nos espera?"

 

Dirão alguns:

- Mas porque raio te interessa esse tema para lhe dedicar um post?

 

De facto tenho 50 anos mas, já disse "adeus" ao trabalho activo, ás rotinas de muitos anos e a muitas actividades que fazia antes de adoecer e de me reformar.

 

O programa abordou emoções e sentimentos muito fortes, mas a apresentadora/autora pretende "evitar a lágrima fácil", e hoje mostrou-nos como reagem á velhice os homens e mulheres que depois da reforma continuam saudáveis e activos.


Falou-se e ouviram-se testemunhos sobre o apoio que é necessário dar aos idosos incapacitados mas principalmente àqueles que já não sendo trabalhadores activos, continuam a ter vida pessoal e social.


Os Centros de Dia e os Lares estiveram no centro dos testemunhos e foi dada uma importância relevante á componente psicológica (o sentir-se útil).


Há vários anos que estou reformada mas só nos últimos dois me tenho apercebido que o isolamento não ajuda física nem psicologicamente.


Já pensei dedicar-me ao voluntariado hospitalar ou num Centro de Dia e hoje fiquei novamente entusiasmada com o assunto.


Como passo muito tempo internada sei como é precioso o apoio destas pessoas e como me têm auxiliado tantas vezes.


Ouvir e conversar com quem precisa, não custa dinheiro nem dói e  ajuda as duas partes.


No próximo  programa (o 9º de uma série de 13), o tema é "Entre-os-Rios depois do acidente".

.: A Dieta (cont.) :.

Hoje para o almoço fiz uma semi-dieta com cheirinho a Verão.

 

Robalos grelhados com bata cozida e uma salada de alface e tomate.

Para entrada havia canivetes (safaram-se os meus ) e berbigão.

 

Sobremesa: Gelatina e fruta

 

Bom Apetite que já me apetece ir lanchar

 

 

 

 

.: Desafio/Teste VII :.

Chegou mais um desafio á minha caixa de emails

Tu: Uma Mulher (já fui super-mulher) 

Qualidade: Sincera, Amiga

Cor preferida: Vermelho 

Defeito: Teimosa, Sentimentaloide

Gostas: Passear, Blogar,
Cozinhar, Bordar

Detestas: "Chicos-espertos"

Não passas sem: O Portátil ligado á internet, os Filhos

Pessoas: Amigos/as

Família: São a minha vida (escrevo-o vezes sem conta)

Homem: O meu Pai e o meu Filho

Mulher: A minha Mãe e a minha Filha

Sorriso: Adoro sorrir 

Perfume: Anais Anais Cacharel, Kenzo

Carro: Sonho com um Smart (vermelho)

Paixão: Viajar

Sexo: Sem ele não há vida (ai ai  .... as freiras?! Amém)

Amor: Outro elemento essencial á vida

Olhos: Cor de avelã (os meus)

Sol: Luz, Calor

Chuva: Alimento essencial

Mar: Imensidão, Sabor a Sal

Livro: (Fui apanhada ) Não gosto de ler!!!

Filme: (este tem 1 história mas não vou contar) "Jesus Cristo Super Star dos anos 70"

Música: Anos 70 e 80

Dinheiro: Não compra a saúde nem a felicidade mas ajuda muito

Animal: Gato ( O meu saudoso manjerico)

Silêncio: Detesto-o mas por vezes é necessário

Solidão: Nem quero pensar nisso (Assusta-me)

Flor: Rosa Amarela 

Sinceridade: Obrigatório Ter/Ser

Sonho: Morar no Brasil (um dia vou lá parar)

Cidade: Lisboa e o Tejo

País: Portugal

Não vives sem:
Os Filhos

Nunca deixas de: Ter Fé

Desafio dedicado a quem passar por aqui e que queira participar.

Pág. 1/2