Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

grilinha

Aqui escrevo de tudo um pouco, principalmente, de tudo o que me vai na alma.

O meu outro Blog - de Culinária "A Cozinha da Grilinha"

.: SHIATSU, Tui-Na ou REIKI ... Vale a pena :.

grilinha, 29.01.05
Ando cansada de tanto analgésico e tanta dor, que hoje decidi não esperar mais e fui ter com o terapeuta de "Reiki" para me ajudar. No final saí de lá com uma sessão de "SHIATSU"

Estou farta de fazer tudo e mais alguma coisa para aliviar as dores, o mal estar na coluna e o cansaço nas pernas. Hoje estou mais aliviada destas "maleitas" graças ás mãos milagrosas do terapeuta.

Saí de casa em direcção ao Vasco da Gama e nem perdi um minuto a dirigir-me ao espaço "Corporate Massage".

O terapeuta olhou-me e sorriu dizendo no seu Portugalez:
- Olá sinhola Grrrrilo como vai?
- Não vou nada bem. Disse-lhe com ar abatido! Preciso que me tire esta terrível dor na cervical, na cabeça, nos braços e nas pernas.
- Sorriu uma vez mais ao mesmo tempo que abria a minha ficha no computador para emissão da factura.
Terminada a parte burocrática vem o melhor da sessão.

- Sinhola Grrrilo hoje eu aplicarrrr técnica Shiatsu parra aliviarrr as dorrres
- Sentei-me na cadeira ortopédica que se adapta facilmente a qualquer pessoa. Sentei-me numa posição relaxante, como se fosse andar de mota. Rabo empinado, coxas semi-flectidas, costas alongadas, cotovelos apoiados e a testa a repousar numa almofada. Até dá sono.

Para que a concentração não fosse perturbada o terapeuta colocou-me uns headphones.
Música relaxante, olhos fechados e pronto, começa o trabalho do artista:

- Todos estes "artistas" são formados em medicina tradicional chinesa e já têm prática como massagistas profissionais.
As técnicas empregues resultam de uma mistura de estilos do tradicional Shiatsu com a Tui-na e o Reiki.
Sabedoria oriental milenar que tira enxaquecas, dores musculares e alivia o stress, massajando e pressionando determinados pontos sensíveis do nosso corpo.


O resultado está à vista após 30 minutos de prazer que custam a módica quantia de dez Euros, não é nada mau comparado com as terapias tradicionais que pouco aliviam (eu por mim falo) e o custo não é nada baixo.

Depois da massagem o passeio seguiu pelo exterior do Centro onde as gaivotas me vinham cumprimentar e os carros das castanhas assadas me fizeram voltar ao Outono e ao cheirinho agradável da "bela castanha assada".

Sentei-me num dos bancos do jardim com a revista “Pais e Filhos” na mão e fui directa ás pags 98/99 para ler o artigo da autoria da Mãe Galinha a quem dou os meus PARABÉNS pela forma como escreve no seu blog e pela nova crónica na revista.

De novo no interior (lá fora estava fresco demais para o meu débil esqueleto) subi ao piso 2 e deliciei-me com um belo crepe Mozzart (crepe, gelado de baunilha e caramelo e top de caramelo).

Estava sentada e com o pensamento a milhas que nem dei pela presença de uma senhora que pela enésima vez me perguntava se o lugar á minha frente estava ocupado.
Regressei á Terra e reparo que a voz me é familiar ao mesmo tempo que uma explosão de alegria me percorre o esqueleto.
A Isabel Coelho estava ali á minha frente. Conversámos ... recordámos pessoas e casos ....... e lá seguimos em passo lento até ao parque automóvel, com pena de ter que terminar ali aquele encontro de duas amigas ex-colegas de trabalho.

A tarde terminou em beleza sem dores e com a surpresa deste encontro agradável com a "Rabbit"

35 comentários

Comentar post

Pág. 1/4