O meu outro Blog - de Culinária
"A Cozinha da Grilinha"


10
Jan 17

fotos-001.jpg

Obrigada, Dr Mário Soares

Foi preso, deportado e viveu no exilio, mas nunca desistiu de lutar.

Morreu o Homem, fica a sua luta gravada na História de Portugal e do Mundo.

Deve-se-lhe a entrada na Europa (então CEE), a descolonização (tema que dava pano para mangas), consolidou uma Democracia laica, liberal e desmilitarizada (após uma revolução militar que tinha devolvido a Portugal a Liberdade – Abril de 74)

Os ignorantes da História de Portugal e da luta contra o fascismo, que achincalham e faltam ao respeito ao invocar o nome do Dr Mário Soares, não são dignos da Democracia/Liberdade em que vivem.

Liberdade Democrática que os mais novos (<40 anos) sempre conheceram sem terem vivido as lutas antifascistas mas que têm o dever de ler a História e informarem-se da luta pela democracia que este Homem viveu e sofreu até à vitória, ao invés de lhe atirarem "lama" ao seu nome e exemplo de luta que deixa a um Povo Livre e Democrático.  

Esta é a minha opinião e cada um terá a sua!!

O Dr Mário Soares errou como qualquer ser humano e numa época em que as TI ainda não tinham chegado, é de louvar a visão e o discernimento politico que estes Homens tinham numa época de tertúlias e reuniões clandestinas (as redes sociais da época), sempre perseguidos pela sombra da PIDE.

Muito há para contar, bons e maus momentos, boas e más decisões, mas foi assim que se construiu e continua a construir um Portugal Livre e Democrático com altos e baixos, mas sempre unidos pela defesa e preservação da Liberdade. 

NOTA: Como este mural é meu, e na minha casa só entra quem eu quero, exijo que quem entender comentar o faça com respeito, independentemente de ser a favor ou contra a forma de luta e de vida do Dr Mário Soares

“Só é vencido, quem desiste de lutar!!”

Descanse em paz Dr Mário Soares :( 

* * Grilinha * * às 13:16

25
Abr 14

 

Há 40 anos (com 16 anos e no último ano do Curso Comercial) o dia começou como qualquer outra 5ª feira, com aulas numa Primavera cheia de Sol e céu Azul.
Às 7:30 a habitual corrida para apanhar o último carro operário no Poço do Bispo (eléctrico com bilhetes até às 7:30 de ida e volta pelo preço de uma única viagem)
Às 8:00 a 1ª aula do dia correu normalmente mas no intervalo já se ouviam rumores nos corredores e um toque mais prolongado indicava reunião nas marquises, das raparigas e dos rapazes, para ouvir alguma informação.
Mandaram-nos para casa e nada mais nos foi dito nem ninguém se atrevia a fazer qualquer pergunta naquela época.
Alguns já sabiam que algo se passava na Praça do Comércio (estávamos na Patrício Prazeres ali junto a Sta Apolónia).
Segui para casa a pé com algumas colegas e reparei nos operários, de Xabregas ao Poço do Bispo, que estavam junto à porta das fábricas em grupos a conversar.
O meu pai apareceu a meio caminho na sua "Vespa" e de olhos azuis a brilhar e sorridente, mandou-me subir e recomendou às minhas colegas que fossem para casa.
O resto do dia foi passado no pátio com toda a vizinhança a comentar a escassa informação que ia chegando de um vizinho que trabalhava na Assembleia e a ouvir os comunicados pelo rádio.
Desse dia em diante todos os anos este dia e o 1º de Maio eram comemorados com a família na Praça do Comércio e participando nas manifestações de luta e comemoração de direitos e liberdades (liberdade de expressão, direito à saúde, ao ensino superior, às melhores condições de trabalho e igualdade de salário, etc etc.)
Hoje vejo os jovens a lutar por estes direitos apesar de carregados de normas globais sobre Direitos Humanos e Liberdades Fundamentais que ninguém respeita.
Apesar do avanço da ciência e carregados de tecnologia assistimos à crescente globalização financeira e dos mercados que têm provocado instabilidade, desemprego e exclusão social.
O 25 de Abril de 1974 derrubou o regime do Estado Novo que nos mergulhou em 40 anos de ditadura e deu lugar a um regime democrático e a uma nova constituição desde 1976. Gritava-se a expressão "O povo unido jamais será vencido" que hoje continua a ser um grito à democracia e à esperança de uma vida melhor.
- Está na hora de voltar a fazer História!!!

* * Grilinha * * às 17:05
estou:


Fernanda Grilo
(Grilinha)
16/12/1957
Lisboa-Portugal
As Visitas
desde Nov/2003

Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


comentários recentes
Olá.Quando vi no mail "Grilinha", voltei a sorrir....
Olá Maria AraújoObrigada por te teres lembrado de ...
Boa noite.Há minutos, enquanto jantava, lembrei-me...
Gostei muito de ler a tua opinião! Um beijinho
http://meninadeangola.blogspot.com (http://meninad...
Ah ! Ah ! Ah !Adorei as regras.
Deixo o link para o meu Facebook:https://www.faceb...
Olá AméricoFiquei muito satisfeita de te voltar a ...
Posts mais comentados
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar