O meu outro Blog - de Culinária
"A Cozinha da Grilinha"


13
Dez 06

Quando olho para trás, percebo que fiz muitas asneiras.

Acertei bastante, mas também errei bastante.

 

Quando olho para a frente, tenho a certeza de que vou acertar e errar bastante também.

 

É impossível acertar sempre.

 

Mas o importante é que não gastemos o nosso tempo nem a nossa energia nos torturando.

 

A autocrítica pelo que não deu certo, além de ser nociva para a saúde, faz com que se perca o brilho que a vida nos oferece.

  

Um dia destes perguntaram-me porque tomei determinada decisão estúpida há uns tempos atrás.

Respondi que me arrependia do que tinha feito, mas expliquei que, naquele momento a minha atitude me pareceu lógica.

Se eu tivesse o conhecimento e a maturidade de hoje, certamente a decisão seria diferente.

Por isso é que hoje digo: não se torture por algo que não deu certo no passado.

Talvez você tenha escolhido a pessoa errada para viver consigo.

Talvez tenha saído da melhor empresa onde poderia trabalhar.

Talvez tenha destratado um familiar ou amigo.


Não importa o que você fez, não se torture, perceba apenas o que tem de fazer e faça.

 

Se você sente culpa, perdoe-se.

 

E, principalmente, compreenda que agiu assim porque, na ocasião, era o que achava melhor fazer.

 

Há uma história que explica bem o que sinto:
- Um pescador chegou à praia de madrugada para o trabalho e encontrou um saquinho cheio de pedras.

 

Ainda no escuro da noite começou a atirar as pedras ao mar.

 

Enquanto fazia isso, o dia foi clareando até que, ao se preparar para atirar a última pedra, percebeu que era preciosa!

 

Ficou arrependido e comentou o incidente com um amigo que lhe disse:

 

– Realmente, seria melhor se prestasses mais atenção no que fazes, mas ainda bem que sobrou a última pedra!

 

 

 

Existem pessoas que não prestam atenção no que fazem e depois passam a vida inteira arrependidas pelo que não fizeram, mas poderiam ter feito, martirizando-se pelos seus erros.


Se está agindo assim, deixo-lhe uma mensagem especial:

Não gaste o seu tempo com remorsos nem arrependimentos, você ainda tem muitas pedras preciosas no seu coração, muitos momentos lindos para viver e muitos erros para cometer.

Aproveite as oportunidades e curta plenamente a vida. 

* * Grilinha * * às 00:58
estou: em época natalicia
tags:

Fico bem contente por ter vindo ler o teu artigo. Foi na hora certa, podes crer.
Muito obrigada pela mensagem que nos dás.
Que o teu Natal seja especial.
Beijinhos
Azoriana a 13 de Dezembro de 2006 às 02:35

É mesmo isso Grilinha! Não podia concordar mais com este texto.
Não me arrependo de muita coisa na vida, mas em relação às coisas que eventualmente me possam fazer alguma "comichão" a minha atitude é precisamente essa. Na altura achei que seria o melhor para mim, e respeito o facto de ter tomado essa decisão. Se de facto o foi ou não...isso agora é outra história, mas se foi feito com boa intenção, então não tenho por que me arrepender.
A vida é feita de riscos e do aproveitar as decisões. Desde que sejamos responsáveis e íntegros, então não temos que nos arrepender. Mais que não seja serviu-nos como lição de vida e aprendizagem, o que já é (muita) alguma coisa! :))

Beijinhos *****
dixubo a 13 de Dezembro de 2006 às 11:11

Um muito obrigada pela mensagem. Às vezes a gente esquece-se desta coisas, e sabe bem quem nos vá relembrando das coisas que realmente importam na vida ;-)
Espero que entretanto a vá aplicando no seu dia-a-dia também.
Jocas fofas net_sobrinha
Pinguim a 13 de Dezembro de 2006 às 11:14

É pra já!... Vou agora mesmo assaltar a adega!... eu quero lá arrepender-me amanhã do que não bebi hoje!...
Jinhos.


animaleja a 13 de Dezembro de 2006 às 19:55

É mesmo Grilinha!...Nada de arrepender,quando temos a certeza,daquilo que queremos,mas nem sempre como dizes fazemos as coisas melhores,mas a vida é mesmo assim não vamos chorar toda a vida,pelos erros cometidos,umas vezes sem pensar outras,em momentos menos contidos na vida,mas para isso somos humanos não?..Olha amiga Grilinha já fiz algums,em momentos menos bons,ralhei,manifestei,com nervos,pergunto para quê,passado tempo crescemos e ficamos,mais maduros,com vontade de perduar quem fez mal com nós,ainda bem que tenho uma familía completa,mas em termos de trabalho,foi sempre muito progidicada,por não alinhar em fazer mal a ningém,mas tenho a consciência tranquila.
Amiga gostei muito deste teu texto!...
Beijo para ti.
Maria Elisa
Maria Elisa a 13 de Dezembro de 2006 às 20:58

Não sei o que quero, sei sim, o que não quero!
Com este lema, que mo "deram" um dia, resultou numa tentativa de não perder tempo com o que não gosto! Se errei? Concerteza! Se aprendi com esses erros? Acho que sim!
Afinal eu penso que a vida é isso mesmo.
Deviamos nascer com o pouco que sabemos ao morrer...de certeza que fariamos obra melhor!!!
Beijinhos
ferrus a 13 de Dezembro de 2006 às 22:03

A vida é feita de momentos bons e momentos menos bons. Os bons são para recordar e os maus para esquecer. As decisões regem-se pelo mesmo principio. Torturar-se para quê?quando já não se pode voltar atrás.Bjs
Arte por um Canudo a 13 de Dezembro de 2006 às 23:32


Fernanda Grilo
(Grilinha)
16/12/1957
Lisboa-Portugal
As Visitas
desde Nov/2003

Dezembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12

17
18
19
21
23

25
27
28

31


comentários recentes
Olá.Quando vi no mail "Grilinha", voltei a sorrir....
Olá Maria AraújoObrigada por te teres lembrado de ...
Boa noite.Há minutos, enquanto jantava, lembrei-me...
Gostei muito de ler a tua opinião! Um beijinho
http://meninadeangola.blogspot.com (http://meninad...
Ah ! Ah ! Ah !Adorei as regras.
Deixo o link para o meu Facebook:https://www.faceb...
Olá AméricoFiquei muito satisfeita de te voltar a ...
Posts mais comentados
180 comentários
116 comentários
91 comentários
84 comentários
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar